Agropecuária

Programa CNA Jovem é destaque em evento internacional

Publicada em

O programa CNA Jovem foi apresentado como um estudo de caso de sucesso, na quarta (11), durante o evento PSM Diálogo da Juventude da América Latina e o do Caribe, realizado pela organização Rede Agroalimentar Internacional (IAFN).

Durante o evento, foram apresentadas seis iniciativas da América Latina selecionadas como ações relevante para a agricultura e segurança alimentar.

“O CNA Jovem, que desde 2014 já envolveu mais de 4.900 pessoas em todo o Brasil e estimulou a criação de mais de 200 iniciativas foi selecionado com mais 5 cases como trabalhos de destaque que estimulam a promoção do engajamento e emprego dos jovens na agricultura e sistemas alimentares”, explicou a coordenadora do programa, Fernanda Nonato.

Os temas debatidos durante os encontros com as jovens lideranças irão nortear a elaboração de um documento comum para ser apresentado em um fórum da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) em outubro deste ano.

A representante do Distrito Federal na quarta edição do programa do Sistema CNA/Senar, Júlia Cristina Campos, apresentou os objetivos e estratégias do CNA Jovem.

“O diferencial do CNA Jovem é o foco no desenvolvimento de novos líderes. A partir da identificação dos nossos perfis de liderança somos desafiados a propor e solucionar desafios reais em nossas regiões para que, assim, sejamos de fato vistos e aceitos como líderes”, destacou.

Julia ressaltou que o Senar oferece apoio de mentoria de profissionais seniores que os jovens possam compartilhar suas dúvidas e receber orientações nas suas decisões mais difíceis. Além disso, trabalham outras competências de liderança, como comunicação, mediação de conflitos, educação sócio emocional.

Ana Carolina Zimmermann, uma das vencedoras da quarta edição do CNA Jovem, apresentou dois projetos desenvolvidas pela sua equipe Elo 8, que à época tinha o desafio de aproximar jovens do campo e da cidade para dialogar sobre segurança alimentar.

“O podcast Tagarelo foi pensado com objetivo de criar um ambiente seguro para diálogo entre pessoas da cidade e do campo para compartilhar desafios e soluções. Nos episódios tratamos sobre situações reais relacionadas ao desperdício de alimentos, turismo rural, gestão de resíduos e alimentação consciente”, explicou.

O Workshop Alimente foi o outro projeto apresentado por Ana. “Nesse projeto envolvemos questões de economia circular, ESG, negócios de impactos sociais para resolver questões reais. As equipes eram compostas por pessoas com perfil heterogêneo, como por exemplo, veganos, agricultores, empresários, engenheiros com a intenção de resolver problemas reais também em um ambiente seguro, em uma atmosfera neutra”.

Fonte: CNA Brasil